Exercício só no final de semana: pode?

Maratona NY 016

Foto: Guto Gonçalves / Estúdio13 / Instagram @estudio13

Se você fosse seguir ao pé da letra as recomendações da American College of Sports Medicine (ACSM), para preservar a saúde precisaria praticar pelo menos 30 minutos de atividade física moderada, cinco vezes por semana. Além disso, para minimizar riscos de lesões em músculos e articulações, seria necessário incluir na rotina exercícios localizados e de alongamento, duas vezes por semana. Você não tem esse tempo todo? Calma. Confira o que funciona e o que não funciona sobre os exercícios aos sábados e domingos. continue lendo

Anúncios

Aulão de HIIT por uma boa causa

amigoH1A organização AmigoH, que desde 2011 ajuda a viabilizar projetos de combate ao câncer e às doenças do sangue em hospitais de todo o Brasil, promoverá um aulão de HIIT (high intensity intermittent training) – o treino aeróbico e funcional da moda – ao ar livre, no sábado, dia 3 de outubro, no Parque Ibirapuera, em São Paulo, com apoio das academias Bio Ritmo e Smart Fit. Eu vou! Vamos? saiba mais

Superioga: a ioga dinâmica

Foto Guto Gonçalves / Estúdio13

Foto Guto Gonçalves / Estúdio13

Esqueça o “ownnn” e as posturas que muitas vezes lembram um número de contorcionismo. O Superioga vai fazer você rever seus conceitos a respeito dessa atividade milenar. Criação do educador físico e mestre de ioga Paulo Junqueira, de São Paulo, ela é a sensação da temporada fitness: com asanas (posturas) que se movimentam, detona até 800 calorias por aula – viu que o negócio é sério, né? –, derrete as gorduras e define o corpo, de um jeito para lá de dinâmico, desafiador e motivador. continue lendo

Yoga + pilates = yoguilates. Eu testei!

yoguilates

Como o nome sugere, o yoguilates é uma prática que une os princípios do pilates e do yoga. E aéreo porque é feito com ajuda de uma maca ou columpio – um tecido igual ao usado em paraquedas que fica preso ao teto, formando uma espécie de rede –, que deixa a gente em suspensão. Fui experimentar uma aula com a fisioterapeuta Denise Pripas, na Ready4 Pilates, em São Paulo, e conto os detalhes aqui… continue lendo

Mahamudra: crossfit, ioga, pilates, artes marciais, meditação

_MG_8737

Foto: Lu Cristhovam

Uma galera com abdômen incrível, braços definidíssimos, fazendo exercícios intensos ao ar livre: foi o que vi acessando as redes sociais do Mahamudra Brasil. Logo percebi que se tratava de uma nova sensação no mundo fitness. Procurei o idealizador do método, César Curti, que explicou que teve a ideia após experimentar várias atividades físicas e perceber que poderia unir o melhor de cada uma delas. continue lendo

Conheci uma academia-butique e testei uma aula power

Sala de musculação (foto: Debora Carvalho)

Le Cinq Gym

Antes que você torça o nariz para o conceito, deixa eu explicar. Academia-butique é um novo segmento de academias para atender quem busca exclusividade (esteiras e equipamentos tops disponíveis em pleno horário de pico e aulas sem super lotação), atenção (em alguns horários o número de professores na sala de musculação é praticamente o mesmo de alunos malhando), conforto (xampu, sabonete e toalha para você não ter que levar nem nécessaire e água de coco geladinha à disposição a qualquer momento, entre outros mimos, que tal?) e luxo (ambiente projetado e decorado quase como um hotel cinco estrelas).

continue lendo

Princesa fitness por uma manhã

4Hoje fui conhecer a nova loja da Nike (rua Oscar Freire, 969, São Paulo), que reabriu com serviços especialmente dedicados às mulheres. Para se ter ideia, todo o andar térreo é nosso. Assim que você chega, uma vendedora super fofa e atenciosa pergunta qual é sua atividade física, para poder direcioná-la a seus desejos.  E então ela explica sobre os serviços exclusivos oferecidos. continue lendo

… Uphill Marathon, o livro…

1Não canso de dizer: começar a correr, lá atrás, em 2005, foi uma das melhores coisas que eu fiz por mim, em toda minha vida. Mas nunca imaginei que poderia ir tão longe. Conheci pessoas e lugares que me marcaram para sempre. E, sem perceber, acho que também marquei a vida de muita gente por aí. Isso porque eu corro com paixão, deixando o corpo e a alma irem ao sabor de cada passada. Às vezes pode parecer uma viagem, eu sei. Afinal, é só um esporte. Mas eu amo, vivo e devo muito a esse esporte. continue lendo

…como é difícil respirar…

inspira

Não digo respirar de modo automático, como a gente faz sem perceber. Respirar lenta e profundamente é que é um pouco mais complicado.

Tenho feito um trabalho de fisioterapia que, entre outras coisas, me obriga a respirar muito.

– Inspira, joga o ar nas costelas, expande os pulmões. Solta o ar, solta, solta, esvazia o peito, murcha a barriga. Prende a respiração, umbigo nas costas, segura, segura. Respira, repete…

São mais ou menos essas ordens que minha fisioterapeuta – Liris Wuo – dá. Você faz uma vez, duas, três, quatro vezes. Pra complicar um pouco, toda hora ela me coloca em uma posição diferente – que muitas vezes já seria difícil de fazer sem ter que prestar atenção à respiração… Sei que é um trabalho pesado! Saio exausta da sessão.

Mas é bom demais! Sinto que amplio minha capacidade respiratória, trabalho forte os músculos abdominais (quem não sonha com uma barriga mais definida?), melhoro a postura no dia a dia e na corrida e, dependendo do exercício, ainda alongo partes do corpo de maneira super eficiente (sou péssima de alongamento e essa é uma das principais razões de eu ter procurado a fisioterapia).

Chamados de hipopressivos, esses exercícios fortalecem a musculatura interna do abdômen (a gente precisa ter o “core” forte na corrida), reduzem a compressão dos discos intervertebrais na região lombar da coluna (assim, evitam as dores nas costas) e trabalham o períneo – o que é excelente para as mulheres, pois fortalecem os músculos que sustentam os órgãos pélvicos, o bebê durante a gestação e, por sustentarem a bexiga e vias urinárias, são responsáveis pela continência voluntária.

A sessão dura cerca de 40 minutos. Você pode fazer uma vez por semana com a supervisão da fisioterapeuta e mais duas vezes em casa. Em um mês já dá para começar a sentir os resultados do fortalecimento.

Algum tempo atrás eu fiz uma matéria sobre a ginástica hipopressiva para a revista Contra Relógio e resgatei aqui alguns movimentos.

“Os exercícios abdominais hipopressivos trabalham bem a respiração e a postura. Consistem basicamente em relaxar o abdômen na inspiração e ao final da expiração realizar uma apneia”, resume a Liris. Quer tentar?hipopressiva