… Mizuno UpHill Marathon, as primeiras lágrimas…

yara_uphill1

Foto: Marcelo Machado

Eu sabia que a Mizuno UpHill Marathon, a primeira maratona de subida do Brasil, ia ser especial. E me sentia para lá de orgulhosa de fazer parte do time de 50 selecionados para participar.

Da sondagem inicial, ao convite propriamente dito, passando depois pelo congresso técnico em São Paulo, tudo levava a crer que seria uma grande e emocionante corrida.

Mas o melhor ainda estava por vir, claro. Reunidos no embarque para Criciúma (SC) éramos um misto de colegiais indo para a excursão de final de ano da escola com soldados partindo para uma missão importante. Brilho nos olhos, lembranças de outras corridas, troca de informações, conselhos, camaradagem, risadas. Como estávamos felizes…

Já no hotel, com o “uniforme de guerra” sobre a cama, fomos convocados para uma última explanação sobre a batalha do dia seguinte. O marechal Rogerio Barenco e seus fiéis escudeiros da Mizuno destacaram os generais Clayton Conservani e Bernardo Fonseca para as últimas orientações. Atletas, jornalistas e excelentes contadores de histórias eles nos envolveram em um clima que é difícil descrever. Relataram algumas de suas experiências da série Planeta Extremo – como as Ultramaratonas do Polo Norte e do Deserto do Saara – e colocaram em nossa cabeça que “não terminar a UpHill não era uma opção!”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Caramba… E se eu não aguentar? E se acontecer algum problema e eu tiver que parar? Muitos amigos mandaram mensagens dizendo que estavam torcendo por mim, me chamando de guerreira… Eu não sou tudo isso que pensam de mim… E se não der? Ai, meu Deus… Todos esses pensamentos revirando em minha cabeça, ao mesmo tempo em que as palavras do Bernardo e do Clayton me enchiam de coragem.

A sensibilidade já estava a flor da pele. Foi então que, no encerramento da palestra, eles apresentaram um último vídeo, com pessoas desejando boa prova aos participantes, como aquele “Arquivo Confidencial” do Faustão, rsrs. Mas minha ficha só caiu quando reconheci aqueles três figuras – Guto, Antônio e Joaquim (que também representavam a Fernanda):

Joaquim – Yara, boa sorte pra você!
Antônio – Vai, mãe!
Guto – Boa sorte meu amor!
Todos – Eu quero, eu posso, eu vou, aeeeeeeeee!

Eu ria e chorava ao mesmo tempo. Porque quando eu falo de corrida em casa (e eu falo muito), muitas vezes eles brincam comigo dizendo “lá vem ela com esse papo de ‘eu quero, eu posso, eu vou’”, rsrs.  Eu sei que devo encher a paciência deles por gostar tanto de corrida. Mas sei que também posso contar com eles, que são parceiros pra caramba!

pre up hill8

Já no quarto, ao abrir minha mala, ainda encontro um bilhete deixado por minha filha:

– Mami, Boa viagem! Arrasa na corrida. Torço por você, sempre! Beijo, Fê.

Fui dormir pensando em tudo o que tinha ouvido. Era só mais uma corrida. Mas era “a” corrida. Muita gente vibrando por mim de um jeito que eu nunca imaginei. E o medo de não corresponder a tanta expectativa?

No dia seguinte a Serra do Rio do Rastro me aguardava, com uma experiência única.

Logo mais, a segunda parte. Aguarde!

Anúncios

7 respostas em “… Mizuno UpHill Marathon, as primeiras lágrimas…

  1. é…É bonito esse apoio. Bonito e bom de sentir! Nunca corremos sozinhos! é fabuloso sentirmos na pele o apoio dos que nos amam, nos querem bem, dos que para eles a Corrida não vale nada mas sabem e entendem o que ela significa para nós e por nos apoiam. Incondicionalmente!

  2. Pingback: … Mizuno UpHill Marathon, a corrida… | eu corro porque...

  3. Yara confesso a você que estava morrendo de inveja a todos os participantes desta prova, pois eu sou vidrado em subidas (maluco eu sei…) e vi que seu nome esta entre os convocados !!! Voce encarou e tirou de letra, acredito que passou sua vida em cada km !!!! Parabéns um enorme abraço … terminou o ano com chave de ouro !!!!

p o d e_f a l a r

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s