… tudo começou há oito anos…

post agosto 2013_BLOGA mudança no corpo foi uma consequência – o que eu gostei mesmo foi da mudança de atitude…

Minha vida começou a se transformar há oito anos. Para ser mais exata, no dia 21 de agosto de 2005.

Dois meses haviam se passado desde que eu tinha tomado a decisão de me mexer um pouco – isso aconteceu depois que fiz uma matéria sobre superação de limites e fiquei mexida com as palavras de incentivo do organizador corredor.

Já tinha feito os exames médicos necessários e a entrevista com o treinador Marcos Paulo Reis, da MPR Assessoria Esportiva. Estava tudo certo para começar a treinar em poucos dias. Mas foi nesse dia 21 de agosto de 2005 que dei literalmente meus primeiros passos.

Recebi um convite para a 2ª etapa do Circuito Track & Field e resolvi ir. Até então nunca havia corrido – ainda mais 10 quilômetros. Não sei se é um defeito ou uma qualidade, só sei que muitas vezes minimizo a dificuldade. E aqueles 10 quilômetros, na minha cabeça, “não eram muita coisa”.

Lá fui eu com tênis “de corrida” emprestado da minha filha (na verdade um Nike Shox, com aquelas molinhas), camiseta do evento, legging e 10 quilos a mais do que o ideal para o meu 1,55m.

Nos primeiros 100 metros, pensei: “por que fui inventar isso?” Mas fui colocando metas: “vou correr 500 metros, depois eu ando”. Quando cheguei aos 500 metros, pensei: “aguento mais um pouco”. E fui assim num trotinho lento. Por volta do quilômetro sete, não aguentei e comecei a caminhar – caminhei por dois quilômetros. A esta altura eu já tinha ficado para trás, bem para trás.

Na reta final, corria de cabeça baixa, um tanto envergonhada por meu corpo e por minha performance: éramos eu, meia dúzia de retardatários e a ambulância…

Mas cheguei. Completei em 1h22m25s. Ganhei medalha – nem tinha ideia de que todos os participantes ganhavam -, fiquei contente. E voltei para casa com o corpo todo dolorido, mas cheio de energia. Lembro que cheguei eufórica. Estava elétrica. Efeitos da endorfina.

Quando comecei a correr estava com 39 anos – e meio que incomodada com muita coisa na vida, mas sem coragem de mudar.

Só sei que o tempo passou, eu me mantive firme nos treinos, emagreci (o que foi uma consequência, não o objetivo principal) e mudei muita coisa na minha vida pessoal e profissional. E falo sem medo de errar que a corrida tem tudo a ver com essa revolução. Muitas dessas mudanças abalaram meu mundo, me deixaram na corda bamba, mas também me fizeram reagir.

Nas fotos desse post, o que mais gosto de ver não é a mudança no corpo (até porque no início eu emagreci bastante, depois me equilibrei por um bom tempo e recentemente voltei a ter umas “sobras”), mas sim a mudança de postura, de atitude. Essas imagens são de corridas, mas me representam também fora delas.

Outro dia, correndo em uma manhã fria e chuvosa, pensei: “uma das melhores coisas que fiz por mim foi ter começado a correr…”

Anúncios

7 respostas em “… tudo começou há oito anos…

  1. Muito bom, minha primeira corrida longa foram de 10 Kms também, então serviu de PONTA PÉ para depois correr mais e mais, mais de 20 Meias-Maratonas e muitas corridas. Só SUCESSO!!!!!!!!!!!!!

  2. Parabéns! Uma das coisas que considero positivo no mundo da corrida de rua, para nós atletas amadores, é esta oportunidade de conhecer pessoas maravilhosas sem ao menos conhecer de verdade…rsrs Vou explicar:
    Yara! te conheci no twitter ( minha filha , fez eu criar um, separada a poucos meses, minha filha me falou que assim eu ia conhecer mais pessoas…rsrs), foi no twitter que comecei a me inteirar mais de quem corria e até que lendo os teus posts eu fiquei pensando:
    -Quem é essa mulher que todo mundo fala e é uma baita corredora? …rsrs e não demorou para eu começar a te seguir e seguir teus exemplos , através das tuas reportagem.E hoje lendo o teu blog, fico feliz de como tu segue sendo um exemplo, pra mim e para muitas mulheres, Felicidades e continue nos dando estes incentivos.

  3. Yara, apesar de um pouco mais cedo ( aos 16 anos…) também comecei nas corridas assim, em um 10k onde não fazia idéia de como correr e como você, corri e andei…mas cheguei e foi a partir daí que tudo começou! Parabéns! Que ainda venham muito anos correndo!

  4. Adorei o remember, Yara. As mudanças internas são realmente as maiores e compartilho de tudo que vc disse. Se hoje em dia eu voltei a ter paixão pela vida, a corrida realmente me ajudou muito nisso.

p o d e_f a l a r

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s