… descanso também é treino…

vanderleiblogNo domingo passado conclui a Meia Maratona de São Bernardo do Campo até que bem, apesar do incômodo da panturrilha que vinha dando sinais há algumas semanas.

Na segunda-feira, no entanto, meu corpo cobrou a conta: senti um grande mal-estar, como nunca havia experimentado antes. Não exatamente por causa dessa prova, mas por uma série de excessos que eu vinha cometendo e nem “percebia” – e também, acredito, por um acúmulo de estresse do dia-a-dia e do trabalho. Na verdade, desde que fiz a Maratona de Porto Alegre, no final de maio, não parei. Se parei, foram dois ou três dias. Achava que diminuindo o ritmo, não forçando tanto nos treinos, tudo bem, estaria me poupando.

Na terça-feira já estava bem, felizmente. Só que ainda um pouco enfraquecida. E com dois medos: o primeiro de que esse mal-estar se repetisse e me impedisse de voltar rapidamente aos treinos; o segundo que eu perdesse o condicionamento se tivesse que parar por alguns dias.

Foi aí que conversando com um amigo, o Marcelo, ele falou: “Você tem que parar, descanso também é treino. Pára mesmo. Não faz nada por uns 15 dias. Durma 12 horas por noite. Faça uma massagem.” Desta vez resolvi “obedecer”.

Essa semana não passei nem perto do parque para não cair em tentação (rsrsrs). E troquei os treinos por duas massagens que não só aliviaram a contratura da minha panturrilha, como me relaxaram geral. Quanto ao estresse do dia-a-dia, esse é difícil diminuir – pelo menos por enquanto.

atleblogE ontem teve um evento da Nike, na USP, para apresentar os nove jovens corredores mais rápidos do futuro. 

Eles foram identificados, nos mais diversos lugares de todo o Brasil, como as principais promessas das pistas e ruas. É uma atitude bacana da Nike apoiar e incentivar esses jovens talentos.

O padrinho dessa turma é o maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima, que também estava lá. Tive a oportunidade de conversar com o atleta, que é mais pura simpatia. 

Contei rapidamente minhas experiências em corrida e falei da “crise” da semana passada. Vanderlei repetiu: “Descanso também é treino.”

Se ele, que é medalhista olímpico, acredita nisso, por que nós, pobres mortais, que temos de lidar também com trabalho, família, amigos, não deveríamos acreditar?

Ele ainda me deu uma dica – que honra! – quando se trata de correr uma maratona, que se resume em: “curta as sensações, aproveite a festa que é participar de uma prova como essa, sem a obrigação da performance como têm os atletas profissionais”.

Vanderlei falou que a única prova que consegue relaxar e curtir como um amador (isso ele nunca vai ser) é a da Nike, que este ano acontece em 31 de agosto. “Ver aquele mar de gente, com a mesma cor de camiseta, é muito bonito. Eu curto mesmo e nessa não estou preocupado com o cronômetro. No ano passado completei em 55 minutos.”

Anúncios

p o d e_f a l a r

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s