… nunca vou parar…

tibiaEstava há exatos 57 dias sem correr. Hoje voltei, de leve, meia horinha, a 145 bpm, pouco mais de 3 km, no Ibirapuera. Para me testar, ver como eu estava. Que meu ortopedista não saiba disso.

Fiz por volta de 8,5 minutos por km. Eu que chegava a fazer 5,5 minutos por km…

Por que estava parada? Por conta de uma lesão por estresse na tíbia direita. Não foi imprudência ou excesso de treino. Acontece com os maiores atletas

O que é uma lesão por estresse
Também é chamada de síndrome de estresse do medial tibial ou simplesmente uma inflamação ao longo do lado interno do osso da tíbia.

Fratura por estresse geralmente causa uma dor contínua e restrita a um ponto. Não corra. Se você tem uma dor ou sensibilidade mais difusa no terço inferior da parte interna da perna, ou ao longo de toda a tíbia, e se o alongamento alivia a dor, é menos provável que seja uma fratura. Caso consiga lidar com a dor, corra sobre superfícies mais macias.

No caso de inflamação na região da tíbia, a dor é sentida estendendo-se os dedos e realizando exercícios de impacto contra o solo. Dói se você pressionar a área com o dedo. Fisiologicamente, isso é uma inflamação nos tendões ou músculos da área. A dor piora gradualmente durante a corrida, porém, em alguns casos, melhora quando o corpo está bem aquecido mas retorna ao final do exercício. Em outros casos, a dor melhora assim que a corrida termina.

Causas
* Correr jogando o peso muito pra frente
* Pisar no solo com o primeiro terço do pé
* Passadas muito largas
* Super-pronação
* Calçado muito apertado ao redor dos dedos
* Tênis de corrida pouco flexível
* Arco de pé fraco também pode contribuir
* Panturrilha rígida estressando as estruturas da tíbia, a qual faz tensão e puxa os músculos da tíbia
* Corredores iniciantes são mais propensos
* Supertreinamento é marca registrada, especialmente: aumentando o volume de treinamento muito rapidamente; correndo sobre superfícies duras; muito treino de velocidade, muito prematuramente, sobre superfícies duras.

A lição da lesão
Bom, tive de parar, fiquei mal, senti falta do exercício, da endorfina, pensei na condição física que tinha conquistado e que iria perder… Mas muita coisa mudou na minha vida por conta disso. E eu vou começar de novo, lentamente. Na corrida e na vida.

Anúncios

p o d e_f a l a r

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s